Comando para Ignorar Faixa de Opções
Ir para o conteúdo principal
Logon
Navegar para Cima

 História

2015

Um Ano de Muitas Conquistas

Demarest é premiado como Brazilian Law Firm of The Year pelo International Legal Alliance e como Brazilian Tax Court Firm of the Year pelo International Tax Review. Lançamento do primeiro Relatório de Cidadania. Incorporação da boutique de seguros JBO Advocacia para reforçar a prática de Seguros do escritório, existente desde o ano 2000.

2013

65 Anos Depois e de Olho no Futuro
Demarest e Almeida reúne centenas de advogados e continua atuando nas mais diversas áreas do Direito, em transações nacionais e internacionais.
Como resultado de um exercício de branding pioneiro, são lançados a nova marca, a identidade visual e o nome do escritório: Demarest Advogados. O posicionamento de excelência é reforçado.

2009

De Volta às Origens, mas na Vanguarda

O escritório abandona a experiência do contencioso de massa e volta a se concentrar na sua vocação original de atender grandes empresas com dedicação e qualidade de serviços realmente excepcionais. O escritório começa a traçar e seguir planos estratégicos de 5 anos.

2006

Um Gigante

A pedido de grandes clientes, o escritório faz a experiência de atender contencioso de massa. Como consequência, Demarest e Almeida torna-se o maior escritório do país em número de advogados.

2003

Marcando Território
Impulsionado pela força do interior paulista, chega a vez de abrir uma unidade em Campinas.

2000

Novos Ares

Demarest e Almeida dá início à criação de desks internacionais, tendo destaque o Korean Desk, o Spanish Desk e o German Desk.

Pinheiros

Pressionado por mais espaço, o escritório deixa a sede da Alameda Campinas, onde passara seis anos, e instala-se no endereço futurista do Instituto Tomie Ohtake, no bairro de Pinheiros.

1997

Pioneirismo

Seguindo a semente da inovação em diversas áreas do Direito que antecipa o pioneirismo dentro do escritório, desenvolve-se uma área voltada à biotecnologia. Posteriormente seguem-se áreas como a de seguros, previdenciária, comércio internacional, energia, petróleo e gás, infraestrutura e tantas outras impulsionadas pelas privatizações e pelos ingressos de novos investimentos estrangeiros no país.

1995

Jardins

Inaugurando uma tendência que iria se generalizar, Demarest e Almeida resolve sair do centro da cidade, no que será seguido, mais tarde, pelos outros grandes escritórios de São Paulo. Transfere sua sede para a Alameda Campinas, no bairro dos Jardins.

1992

Rio de Janeiro

O escritório abre sua filial carioca na Rua da Assembleia, 10.

1990

Além de atuar na parte civil e administrativa do direito ambiental, o escritório passa a trabalhar também no campo do direito criminal empresarial.

A Era Collor

Demarest e Almeida tem muito trabalho após o confisco originado pelo Plano Collor. Uma equipe do escritório entra com mais de trezentos mandados de segurança para liberar o dinheiro de seus clientes.

Brasília

A necessidade de representar seus clientes perante tribunais superiores e órgãos governamentais leva o escritório a abrir uma unidade em Brasília.

Nova York

Demarest e Almeida é o primeiro escritório de advocacia brasileiro a abrir um escritório em Nova York.

1988

Mudança Considerável

Consultas sobre licenças ambientais, incluindo novas exigências a serem cumpridas. Aprofundam-se conceitos jurídicos como o de crime ambiental. Os advogados do Demarest e Almeida conhecem o assunto, pois seus clientes da indústria química vivem de sobreaviso.

1982

CESA

Orlando Di Giacomo Filho organiza reuniões com membros de outras sociedades de advogados. Eles resolvem, nesses encontros, criar o Centro de Estudos das Sociedades de Advogados, o CESA. Demarest e Almeida tem um papel de destaque na instituição, principalmente pela atuação de Orlando Di Giacomo Filho, que a preside por muitos anos. .

1972

Pioneirismo

Um contrato de prestação de serviços de informática firmado com a empresa Singer fez Demarest e Almeida ser o primeiro escritório de advocacia do Brasil a entrar na era dos computadores e informatizar sua contabilidade.

1971

“Demarest e Almeida” tornou-se uma marca reconhecida. Desde a sua fundação, entende-se que seria importante manter inalterada a designação, a exemplo de instituições norte-americanas, nas quais a admissão ou partida de sócios não causa alteração do shingle (placa dos escritórios de advocacia). O nome sobrevive aos sócios em uma tradição mundial.

1970

Grande demanda de trabalho ocupa os advogados no escritório Demarest e Almeida, um dos mais renomados de São Paulo.
Três ou quatro operações são fechadas por semana.

A Responsabilidade pelas Grandes Fusões

A Kibon é comprada em 1960 pela General Foods Corporation, em 1985 pela Philip Morris, em 1997 pela Unilever. Demarest e Almeida ocupa-se da parte jurídica dessas complexas operações, que envolvem uma enorme quantidade de trabalho e responsabilidade. As fusões e aquisições conduzidas por Demarest e Almeida se multiplicam ano após ano.

1967

É criado dentro do escritório Demarest e Almeida o setor trabalhista. Os sindicatos tornaram-se mais ativos, surgiram as ações coletivas e as greves.

1965

Ingressam no escritório Altamiro Boscoli e Orlando Di Giacomo Filho; Antonio Carlos Vianna de Barros, Arion Consentino e Rogerio Lessa ingressam nos últimos anos da década de 60.

O registro do escritório é feito na Ordem dos Advogados do Brasil com o nº 9 em 12 de julho de 1965, e é hoje a sociedade de advogados mais antiga em atividade registrada na OAB de São Paulo.

1964

Início da Ditadura Militar

O movimento militar literalmente passa diante dos olhos do escritório Demarest e Almeida. A sua sede é no centro de São Paulo, cenário de intensas manifestações.
Empresas internacionais são abaladas.
Grande alteração no setor fiscal tem origem em 1965 com a edição do Código Tributário Nacional.

1963

O Começo de um Novo Tempo

Kenneth Demarest decide aposentar-se e retirar-se da sociedade. A liderança do escritório é assumida por Naum Rotenberg.

1962

Os Novos Caminhos

Empresas americanas aos poucos começam a confiar no Brasil, abrindo cada vez mais filiais por aqui, apoiadas na confiança que têm pelos profissionais do escritório Demarest e Almeida. Uma vez estabelecidas, costumam convidar os sócios do escritório para participar de suas diretorias. Amigos se tornavam clientes e clientes se tornavam amigos numa evolução natural.

1960

E Nasce Brasília – no meio do Deserto, onde a Grama Chega por Aviões

O governo de Juscelino Kubitschek foi excelente para os negócios. Em um dos momentos mais conturbados da nossa história, impera a sensação de que tudo está sendo feito ao mesmo tempo e tudo está dando certo, inclusive para Demarest e Almeida. O prestígio de João Batista Pereira de Almeida na FIESP também atrai empresas nacionais, que constituem algo como 40% da clientela.

1958

Clientes Amigos
Antigos clientes como a Encyclopaedia Britannica e a General Foods aumentam sua presença com lançamentos e aquisições.
O escritório tem importantes clientes da indústria Petroquímica: a Alba S/A subsidiária da Borden Chemical e a Union Carbide.
O escritório conseguiu cativar grande número de laboratórios: Bristol Meyers, Squibb, Pfizer, Merck-Sharp, Upjohn, Fontoura Wyeth, Miles, entre outros.

1956

Os Aliados

Integram os quadros do escritório, além de João Batista Pereira de Almeida, Kenneth Demarest e Naum Rotenberg, reconhecidos talentos como Cícero H. S. Arruda, Carlos Emílio Stroeter e Alcides Jorge Costa. Em 1957, também entra Francisco de Souza Mattos e, posteriormente, Noé Araújo, outros importantes advogados da banca.

1952

O Crescimento

O espaço físico está ficando pequeno para o promissor grupo de profissionais e seus (ainda poucos) clientes. A mudança do espaço físico é agendada. As novas instalações ficam na Rua Boa Vista 314, 9º andar, região onde encontram-se os escritórios mais importantes do país.

As Oportunidades

São Paulo é o maior centro industrial do Brasil. E a feliz coincidência da fundação do escritório voltado para o direito empresarial fez surgir muitos clientes. Os advogados do Demarest e Almeida desempenham um papel muito importante na aproximação e estreitamento das empresas americanas com o Brasil.

1950

Novas Vagas

Em 1950 abre-se a primeira vaga para contratação de advogados. Entre os postulantes está o recém-formado Naum Rotenberg. Ficam então Demarest, João Batista, Naum, uma recepcionista e duas secretárias.

1948

O Encontro

João Batista Pereira de Almeida forma-se em direito em 1940. Com amigos em comum, em 1948 os advogados Demarest e Almeida são apresentados formalmente e almoçam juntos no renomado restaurante Mappin. No almoço nasce a ideia de se associarem na criação de um escritório de advocacia voltado para o direito empresarial. Surgia ali o escritório de advocacia Demarest e Almeida!

A Estreia

Sexta Feira, 23 de abril de 1948
Rua 15 de Novembro 228 – Centro de São Paulo.
Demarest e Almeida estreia no centro do palco da advocacia brasileira.
O pequeno escritório ocupa quatro salas no edifício Conde Attilio Matarazzo.
Começa uma trajetória brilhante, um marco que atravessa mais de 6 décadas, influenciando profundamente a prática do Direito no Brasil.

O Imprevisto

Ainda em 1948, Batista ficou gravemente doente. Nesse momento, a união fez toda a diferença. Os advogados Eduardo Caio Prado, Duarte Vaz Pacheco do Canto e Castro, José Bueno de Aguiar, Alexandre Thiollier (cunhado de Batista) e o jovem advogado Martin Francisco Ribeiro de Andrada colaboram muito nesse período, evitando que a situação ficasse insustentável. O escritório acaba “salvo” por um acidente marítimo em Santos que rende US$ 7.000 em honorários.

1930

A Chegada

Chega ao Brasil o norte-americano Kenneth Demarest, advogado contratado pela companhia Bond and Share, estabelecida no país três anos antes por meio de sua filial, a American & Foreign Power Company.

Skip Navigation Linkshistoria