Comando para Ignorar Faixa de Opções
Ir para o conteúdo principal
Logon
Navegar para Cima

Veja o que o consumidor deve fazer quando acontecem muitos apagões

Elapsed=00:00:00.1156003
Por :

24/03/2015 21:00 Demarest News

Em todo o país aumentam as reclamações dos chamados apaguinhos, interrupções frequentes do fornecimento de energia por problemas técnicos. Depois de um barulhão, descobre-se que o transformador pegou fogo e a rua ficou sem luz por 24 horas.
 
Na Aneel, as reclamações de falta de luz cresceram 127,6 % em 2014. Ao todo, 17 das 63 concessionárias do país tiveram mal desempenho e perderam posições no ranking da agência, que avalia a qualidade do fornecimento. É o caso, por exemplo, da Eletropaulo, da Celpe, de Pernambuco, e a pior delas: a AES-Sul, do Rio Grande do Sul.
A Aneel quer ir além das fiscalizações. Exigiu que 16 empresas apresentem, em abril, um diagnóstico e um plano de resultados para corrigir as falhas em até dois anos.
"Nós temos o compromisso de a cada três meses nós vamos fazer reuniões periódicas trimestrais com essas empresas pra verificar se aquele plano de resultado que foi apresentado ele está sendo cumprido, e se vai chegar naquele resultado que nós estamos esperando", diz Reive Barros, diretor da Aneel.

O que devo fazer?

Durante o apagão, a pessoa deve contabilizar quanto tempo a luz demorou a ser restabelecida e registrar queixa na concessionária. Isso porque o consumidor pode ter direito a receber um desconto na conta dois meses depois da interrupção no fornecimento de energia.
O pagamento de compensações financeiras cresceu mais de 100 milhões no ano passado. Carlos diz que teve prejuízos com um apagão. "A televisão do comércio estava queimada, a minha fatiadeira, fatiadeira de frios, que é de extrema necessidade no meu comércio, também tinha queimado", diz o comerciante Carlos Eduardo Silva Reis.
Caso fique comprovado que o dano foi causado por falha energética, a concessionária também é obrigada a pagar pelo conserto.

Posição das empresas

A Celpe informou que tem um plano regular de melhoria, e que tem intensificado os investimentos em tecnologia.
A Eletropaulo atribui a queda no ranking a eventos climáticos atípicos, como tempestades severas e quedas de árvores e diz que a qualidade do serviço vem melhorando desde 2010.
A AES Sul também atribuiu as interrupções de energia a temporais.

Publicações Relacionadas

Cadastre-se para receber a newsletter

Skip Navigation Linksveja-o-que-o-consumidor-deve-fazer-quando-acontecem-muitos-apagoes