Eu já estava havia oito anos no Demarest quando surgiu o interesse pela China. Com o crescimento dos últimos anos no volume de negócios envolvendo empresas chinesas, veio a curiosidade de entender melhor as práticas de M&A naquele país e, consequentemente, a busca por oportunidades de estudo focado na China.

Com o incentivo e apoio do sócio Gabriel Kuznietz, head do Asian Desk do escritório, decidi, em 2018, morar em Hong Kong para estudar em uma das melhores universidades da Ásia, a University of Hong Kong, e lá cursar um LL.M em direito chinês.

Com o diploma em mãos e com suporte do sócio Lucas Tavares, também de Fusões e Aquisições, estou agora tendo a experiência única de participar de um programa de secondment na filial do escritório JunHe em Xangai, um dos maiores escritórios na China.

Esta experiência tem sido um período de muitas descobertas. Pude aprender um pouco sobre as etiquetas sociais e de negócios do país, além das melhores práticas de trabalho e de relacionamento profissional com clientes e profissionais chineses. Aprendi, ainda, muitas semelhanças e diferenças entre a prática de M&A na China e no Brasil.

Houve muitos desafios, principalmente envolvendo a cultura e o idioma, mas o povo chinês, principalmente meus colegas no JunHe, foram muito receptivos desde o começo do programa. As pessoas que tenho conhecido têm me ajudado bastante em entender a cultural local, o que tornou o processo de aprendizado muito agradável. Por esse e outros motivos, serei eternamente grato e apaixonado pelo povo chinês.