Arbitragem tributária pode reduzir gargalo na Justiça e melhorar ambiente de negócios

A execução fiscal é atualmente a principal responsável pelo congestionamento da Justiça brasileira. Segundo o último Justiça em Números, relatório divulgado pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ), de cada 100 processos de execução fiscal que tramitaram no ano de 2019, apenas 13 foram baixados. As execuções tributárias são quase 40% dos processos judiciais existentes no país.

Download

ÁREAS RELACIONADASADVOGADOS RELACIONADOS