Carf poderá julgar casos em sessão virtual sem limite para valor envolvido

Uma portaria do Carf (Conselho Administrativo de Recursos Fiscais) publicada na segunda-feira (11) pelo Ministério da Economia revogou o limite que estabelecia teto de R$ 36 milhões para os julgamentos virtuais. O teto havia sido imposto em razão da pandemia, há dois anos, quando os julgamentos passaram a ser realizados de forma virtual.

Download 

ÁREAS RELACIONADASADVOGADOS RELACIONADOS