D Futuro: conheça o programa de aprimoramento profissional do Demarest

Desde 1982, em 18 de agosto se comemora o Dia do Estagiário no Brasil. Por lei, o estágio é um ato educativo escolar supervisionado, que contém em sua essência uma série de direitos e obrigações. No dia a dia de um estudante que deseja seguir na carreira jurídica e tem a chance de atuar em um escritório full service como o Demarest, o tema ganha contornos ainda mais especiais com o apoio do programa de aprimoramento profissional D Futuro.

D Futuro: o primeiro passo de uma grande carreira jurídica

Quando os estagiários chegam ao escritório, se deparam com ações planejadas para que o desenvolvimento profissional ocorra a longo prazo, e não só durante a experiência do estágio. “Queremos que eles se tornem os futuros sócios do escritório e para isso, além de todo o trabalho voltado para a carreira jurídica, amplificamos os ensinamentos com matérias voltadas para a vida profissional lato sensu”, conta Maria Helena Bragaglia, sócia das áreas Contencioso Cível, Consumidor e Arbitragem do Demarest, que lembra que o programa contempla também trainees e assistentes jurídicos.

Ela, que também é responsável pela coordenação do D Futuro, afirma que 85% dos advogados do Demarest começaram na empresa como estagiários ou trainees. Essa realidade é fruto da clareza que o escritório tem sobre a importância das etapas de formação como base de uma carreira jurídica sólida. “Dizer que o Demarest é uma escola pode parecer clichê, mas não deixa de ser uma afirmação certeira. No escritório, os estagiários e trainees têm a oportunidade de aprender o que confere o conceito ‘excelência’ aos serviços que prestamos: desde a formatação impecável de um documento, até o raciocínio jurídico complexo e inovador”, conta Mariana Mente, assistente jurídica e uma das gestoras do D Futuro.

Prova disso é a parceria que o Demarest mantém com a The School of Life – escola de inteligência emocional fundada em 2008, em Londres, pelo filósofo Alain de Botton. Por meio dela, uma vez por mês, estagiários, trainees e assistentes jurídicos recebem treinamentos de resiliência, trabalhos de emoções e outras matérias que os ajudam a ter envergadura para a vida profissional. 

Autonomia em prol do crescimento 

Outro grande diferencial do programa é que o D Futuro tem uma administração própria. Maria Helena contribui na gestão, mas a cada dois anos as chapas formadas pelos próprios estagiários, trainees e assistentes jurídicos montam suas propostas e concorrem em eleições internas. A chapa vencedora desenvolverá as ações, interligando as áreas, pautas e demandas dos estagiários para serem debatidas com todos e efetivamente atendidas. “Não é algo de cima para baixo, é todo mundo abraçado por uma causa e fazendo um programa que tem a cara dos jovens profissionais”, diz a sócia.

Um exemplo dessa interação foi uma recente parceria desenvolvida pela atual chapa com a equipe de marketing, que juntos criaram algumas estratégias para as redes sociais. Flávio Dagli, analista de marketing, conta que para o dia a dia do setor era uma ação costumeira, porém, para os jovens que participaram foi bem mais que isso. “Os próprios membros do D Futuro ressaltaram a importância de terem voz ativa e dialogarem diretamente com o marketing, algo que jamais se viram fazendo em um grande escritório”. Esse posicionamento se repete para todas as áreas, se articulando com setores como o RH até as lideranças jurídicas do escritório, representadas pelo Conselho e pela Diretoria Executiva. 

“O Demarest nos treina para sermos cada vez melhores, para desenvolvermos cada vez mais nossas habilidades e superarmos nossos próprios parâmetros. É o constante incentivo ao crescimento e aprimoramento profissional que torna a experiência de estágio no Demarest tão singular e diferenciada”, completa Victoria Perrone, que, assim como Mariana Mente, é assistente jurídica e uma das gestoras do D Futuro.

Rotina de trabalho para a carreira jurídica e para a vida

Embora atuem juntos no D Futuro, a rotina de estagiários e trainees é um pouco diferente. Os estagiários já começam atuando na área para a qual foram contratados. Mas, se perceberem ao longo do processo que querem mudar, que têm mais afinidades com outro setor, terão a possibilidade de tentar a transição. Já os trainees, que iniciam sua carreira jurídica no Demarest, têm a oportunidade de atuar nas três grandes áreas do escritório nos  dois anos de duração do Programa de Trainees, dando a eles a oportunidade de contato com assuntos e vivências diferentes, que vão ajudar a definir os direcionamentos das próprias carreiras. 

À parte dessas pequenas diferenças, todos os jovens profissionais encontram no Demarest um ambiente fundado na valorização do ser humano, com toda a inclusão e diversidade no trabalho que essa afirmação carrega. Como resultado, estagiários, trainees e assistentes jurídicos têm acesso a todos os programas institucionais, aos cursos do D Academy, a academia corporativa do escritório, assim como aos clientes e ao desenvolvimento técnico de experienciar a atuação em diferentes áreas.

“O escritório, que foi fundado há mais de 70 anos, está na sua quarta geração e, por incrível que pareça, temos as quatro convivendo no dia a dia. Os estagiários e trainees trazem essa mudança de mindset, esse frescor, e ter um relacionamento com eles baseado no ouvir faz com que a instituição aprenda e saiba como preparar os negócios para atender a futura geração”, conclui Maria Helena. 

ÁREAS RELACIONADAS
ADVOGADOS RELACIONADOS