Empresas decidem o que fazer antes de aderir a normas recentes da Receita

Uma parcela significativa de empresas brasileiras que têm participação estrangeira deverá perder o prazo para se adequar a normas da Receita que entrarão em vigor em 1o de janeiro de 2019, segundo escritórios de advocacia.

As companhias precisam informar os dados do beneficiário final quando for uma pessoa física situada no exterior. Pela instrução normativa, quem não cumprir pode ter o CNPJ suspenso.

 

Download

ÁREAS RELACIONADASADVOGADOS RELACIONADOS