Escritórios de advocacia investem em programas de inclusão racial; apenas 2% dos profissionais são negros

SÃO PAULO – Com uma baixa presença de negros em seus escritórios, grandes bancas de advocacia começam a investir em programas de recrutamento para tentar contornar essa lacuna. Uma pesquisa realizada em 2018, com 3.624 profissionais de nove dos maiores escritórios brasileiros, mostrou que só 2% dos advogados declararam ser negros.

Download