Iniciada revisão de direito antidumping para objetos de louça da China

A Secretaria de Comércio Exterior, do Ministério da Economia, iniciou hoje investigação para revisão do direito antidumping aplicado às importações brasileiras de objetos de louça para mesa, comumente classificadas nos itens 6911.10.10, 6911.10.90, 6911.90.00 e 6912.00.00 da NCM, originárias da China.

As investigações de dumping permitem a participação de empresas que tenham interesse na importação do produto objeto do país alvo da investigação (no caso a China). As empresas interessadas podem apresentar alegações para demonstrar que não há dumping e não há dano à indústria doméstica do país que inicia a investigação (no caso o Brasil) em decorrência do alegado dumping.

As empresas interessadas devem estar atentas aos prazos para habilitação na investigação, que começam a contar a partir de hoje.

Para acesso à integra da Circular que inicia a revisão, acesse aqui.

A equipe de Comércio Internacional e Aduaneiro do Demarest está à disposição para auxiliar no que for necessário.