Nasce uma mãe, nasce uma advogada

A primeira advogada brasileira, Myrthes Gomes de Campos, concluiu o bacharelado em Direito em 1898, na Faculdade Livre de Ciências Jurídicas e Sociais do Rio de Janeiro. Entretanto, por conta do machismo que permeava a sociedade da época, apenas em 1906 conseguiu legitimar-se como advogada, ao ingressar no quadro de sócios efetivos do Instituto dos Advogados do Brasil, condição necessária para o exercício profissional da advocacia à época¹.

Download